terça-feira, 31 de março de 2015

Conexão quântica

Àwárí  àsopọ̀ yani lẹ́nu láàrin àwọn ojú lásán Kúántù.

Descoberta conexão surpreendente entre fenômenos quânticos.

Àkójọ́pọ̀ Itumọ̀ (Glossário).
Ìwé gbédègbéyọ̀  (Vocabulário).

Àwárí, s. Busca, procura, descoberta.
Àsopọ̀, àsòlù, àsomọ́, s. Conexão.
Yani lẹ́nu, adj. Surpreendente.
Láàrin, Láààrin, prep. No meio de, entre.
Àwọn, pron. Eles, elas. Indicador de plural.
Ojú lásán, s. Fenômeno.
Kúántù, adj. Quântico.

Descoberta conexão surpreendente entre fenômenos quânticos

Redação do Site Inovação Tecnológica - 19/11/2010
Descoberta conexão surpreendente entre fenômenos quânticos
"Se quebrarmos o princípio da incerteza, não podemos imaginar como o nosso mundo seria."[Imagem: Bulczynski/Wikimedia]
Conexões quânticas
Dois pesquisadores descobriram uma conexão inesperada e surpreendente entre as duas propriedades fundamentais da física quântica.
O resultado está sendo anunciado como um avanço radical no entendimento da mecânica quântica, dando novas pistas para os cientistas que procuram compreender os fundamentos do funcionamento do mundo em escala atômica.
Stephanie Wehner, da Universidade Nacional de Cingapura, e Jonathan Oppenheim, da Universidade de Cambridge, descobriram uma ligação entre a chamada "ação fantasmagórica à distância" e o Princípio da Incerteza de Heisenberg.
O comportamento absolutamente estranho das partículas quânticas - como átomos, elétrons e fótons - tem intrigado os cientistas há quase um século. Albert Einstein foi um dos que acharam que o mundo quântico era tão estranho que a teoria quântica devia estar errada.
Mas a realidade mostrou o contrário, e experimento após experimento têm confirmado as previsões da teoria.
Fantasmas e incerteza
Um dos aspectos mais estranhos da teoria quântica é que é impossível saber certas coisas simultaneamente, como o momento e a posição de uma partícula - conhecer uma dessas propriedades afeta a precisão com que você pode conhecer a outra.
Isto é conhecido como o Princípio da Incerteza de Heisenberg, em homenagem ao físico alemão Werner Heisenberg, que o enunciou nos anos 1920.
Outro aspecto estranho é o fenômeno da não-localidade, que se mostra no bem conhecido entrelaçamento quântico.
Quando duas partículas ficam entrelaçadas, elas se comportam como se estivessem coordenadas entre si, como se estivessem "trocando informações" à distância, de uma forma totalmente estranha à intuição clássica sobre partículas fisicamente separadas.
Até agora, os pesquisadores vinham tratando a não-localidade e a incerteza como dois fenômenos distintos.
Mas Wehner e Oppenheim mostraram que eles estão intrinsecamente ligados.
Mais do que isso, eles demonstraram que esta ligação é quantitativa, e elaboraram uma equação que mostra que a "quantidade" de não-localidade é determinada pelo princípio da incerteza.
"É uma reviravolta surpreendente e talvez irônica", disse Oppenheim. Einstein e seus colaboradores descobriram a não-localidade quando procuravam uma maneira de se livrar do princípio da incerteza. "Agora o princípio da incerteza parece estar dando o troco."
Descoberta conexão surpreendente entre fenômenos quânticos
Em 2007, cientistas realizaram um experimento que demonstrou a que os átomos assombrados de Einsteineram reais, o que representou um avanço para a computação quântica. [Imagem: UMichigan]
Não-localidade
A não-localidade determina como duas partículas distantes podem coordenar suas ações sem trocar informações.
Os físicos acreditam que, mesmo na mecânica quântica, a informação não pode viajar mais rápido do que a luz.
Acontece que a mecânica quântica permite que duas partículas se coordenem muito melhor do que seria possível se elas obedecessem às leis da física clássica.
Na verdade, as ações das partículas entrelaçadas são de tal maneira coordenadas que parece que uma é capaz de falar com a outra. Foi por isto que Einstein chamou esse fenômeno de "ação fantasmagórica à distância".
E isso não é tudo. Os fantasmas podem ser ainda mais assustadores, porque é possível ter teorias que permitem que partículas separadas e distantes uma da outra coordenem suas ações muito melhor do que a natureza permite - e sem depender de que a informação viaje mais rápido do que a luz.
Limite da esquisitice
O que os dois pesquisadores agora descobriram é que parece haver um limite para essas esquisitices da teoria quântica.
"A teoria quântica é mesmo muito estranha, mas não é tão estranha quanto poderia ser. Nós realmente temos que nos perguntar, o que limita a mecânica quântica? Por que a natureza não permite uma não-localidade ainda mais forte?" pondera Oppenheim.
A resposta que ele e Wehner encontraram está justamente no princípio da incerteza.
Duas partículas só podem coordenar suas ações de forma mais eficiente se quebrarem o princípio da incerteza, que na verdade impõe um limite estrito à intensidade da não-localidade.
"Seria ótimo se pudéssemos coordenar melhor nossas ações a longas distâncias, o que nos permitiria resolver muitas tarefas no processamento de informações de forma muito eficiente," diz Wehner. "No entanto, a física deveria ser fundamentalmente diferente. Se quebrarmos o princípio da incerteza, não podemos imaginar como o nosso mundo seria."
Vendo as coisas de outro modo
E como eles descobriram uma ligação que passou despercebida por tanto tempo?
Wehner começou sua carreira como "hacker de computador", fazendo "serviços sob encomenda". Agora ela trabalha com teoria da informação quântica. Já Oppenheim é físico.
Wehner acredita que a aplicação das técnicas da ciência da computação às leis da física teórica foi fundamental para detectar a conexão.
"Eu acho que uma das idéias fundamentais foi vincular a questão a um problema de programação," diz Wehner. "As formas tradicionais de ver a não-localidade e a incerteza obscureciam a estreita ligação entre os dois conceitos."
Descoberta conexão surpreendente entre fenômenos quânticos
O comportamento absolutamente estranho das partículas quânticas - como átomos, elétrons e fótons - tem intrigado os cientistas há quase um século. [Imagem: Adaptado de Chanchicto/Wikimedia]
Jogo de tabuleiro quântico
Imagine um jogo de tabuleiro quântico, jogado por dois parceiros, Alice e Bob. O tabuleiro tem apenas dois quadrados, nos quais Alice pode colocar um contador de duas cores possíveis: verde ou rosa. Ela foi instruída a colocar a mesma cor nos dois quadrados, ou colocar uma cor diferente em cada quadrado.
Bob tem que adivinhar a cor que Alice colocar no primeiro ou no segundo quadrado. Se o seu palpite estiver correto, Alice e Bob ganham o jogo.
Dessa forma, Alice e Bob vão sempre ganhar o jogo se puderem falar um com o outro: Alice simplesmente diz a Bob quais cores estão nas casas um e dois.
Mas Bob e Alice estão situados tão distantes um do outro que a luz - portanto, qualquer sinal de transmissão de dados - não tem tempo para trafegar entre eles durante o jogo.
Se eles não podem se falar, não vão ganhar sempre.
Mas, através da medição das partículas quânticas, eles poderão ganhar o jogo mais vezes do que qualquer estratégia que não dependa da teoria quântica.
No entanto, o princípio de incerteza os impede de se sair melhor do que isso, e ainda determina a frequência com que eles vão perder o jogo.
Princípio da física quântica
A descoberta traz de volta a questão mais profunda de quais princípios estão subjacentes à física quântica.
Várias tentativas de compreender os fundamentos da mecânica quântica têm-se centrado na não-localidade.
Wehner acredita que pode ser mais interessante examinar os detalhes do princípio da incerteza. "Entretanto, nós mal arranhamos a superfície do entendimento das relações de incerteza", diz ela.
Segundo os pesquisadores, sua descoberta é "à prova de futuro" e se aplica a todas as teorias que buscam encontrar uma teoria quântica da gravidade.
Bibliografia:

The Uncertainty Principle Determines the Nonlocality of Quantum Mechanics
Jonathan Oppenheim, Stephanie Wehner
Science
19 November 2010
Vol.: 330 pp 1072-1074
DOI: 10.1126/science.1192065

segunda-feira, 30 de março de 2015

Plano de ensino

Àwọn ìròìmòàpẹrẹàpéjúweàwòrán ẹ̀kọ́ ìmòye.
Planos de ensino de Filosofia.




Planos prática de ensino de filosofia 2012  manhã

1. Èrò ẹ̀kọ́ ti ọdún kíní - 2015 = plano de ensino do primeiro ano - 2015
2. Èrò ẹ̀kọ́ ti ọdún kéjì - 2015 = plano de ensino do segundo ano - 2015.
3. Èrò ẹ̀kọ́ ti ọdún kẹ́ta - 2015 = plano de ensino do terceiro ano - 2015.
4. Ìròìmòàpẹrẹàpéjúweàwòrán = esquema, desenho, programa.
5. Èrò ẹ̀kọ́ = plano de ensino.
6. Ètò = ordem, sistema.
7. Èrò = pensamento, ideia, imaginação. Passageiro, viajante, peregrino. Piolho.
8. Ọdún = ano, estação, período próximo das festividades anuais.
9. Ẹ̀kọ́ = aula, educação, instrução.
10. Ìmòye = filosofia.
11. Ìgbèrò = projeto, consulta, cogitação, meditação.
12. Ìrò, ìrònú = pensamento.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Èrò ẹ̀kọ́ ti ọdún kéjì - 2015


Èrò ẹ̀kọ́ ti ọdún kéjì - 2015
Plano de ensino do segundo ano.


Primeiro Bimestre


SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE LINS
http://www.profbruno.com.br/imagens/simb_brasao_est_gde.jpg
PLANO DE ENSINO 2015
Escola: E.E. “Comendador Antônio Figueiredo Navas”
Disciplina: Filosofia
Ano/Série: 2ª A, B, C, F, G, H série
Professor: Orlandes Rosa Farias
Bimestre:
Carga horária: 2 aulas
Nº de aulas do bimestre: 21
 Ensino Fundamental (  )       Ensino Médio  ( X )    Período:  M ( x )  T (  )  N ( X )

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM/
CONTEÚDOS / TEMAS /CONCEITOS
1. Questionar a realidade social e
planejar ações de intervenção
solidária;
2. Identificar diferentes conceitos de
liberdade com base em algumas
teorias filosóficas;
3. Relacionar liberdade à
solidariedade;
4. Desenvolver habilidade de leitura,
escrita e planejamento investigativo
para autonomia intelectual;
5. Relacionar ética e moral.


. O eu racional;


. Autonomia e liberdade.


ESTRATÉGIAS/ PROJETOS:
- aulas expositivas dialogadas;
- leitura de textos;
- exercícios de reflexão e leitura;

- seminários.


RECURSOS/ MATERIAIS DE APOIO:
- Caderno do Aluno, v. 1;
- imagens e textos selecionados;
- livro didático;

- exibição de filme;


AVALIAÇÃO (INSTRUMENTOS):

- textos dissertativos argumentativos;
- observação da participação e organização do caderno;

- escritas e individuais.



PROPOSTAS DE RECUPERAÇÃO:

- Devolutiva da correção das provas mensais junto aos alunos para detectar as
dificuldades;
- Retomada de conteúdos não assimilados;
- Atividades diversificadas e alternativas àquelas já realizadas;

- Aplicação de nova avaliação (de recuperação).



ASPECTOS A SEREM RETOMADOS NO PRÓXIMO BIMESTRE:


OBSERVAÇÕES DA EQUIPE GESTORA:





Assinatura do Professor______________________________


 Segundo Bimestre


SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE LINS
http://www.profbruno.com.br/imagens/simb_brasao_est_gde.jpg
PLANO DE ENSINO 2015
Escola:
Disciplina: Filosofia
Ano/Série: 2ª série
Professor: Orlandes Rosa Farias
Bimestre: 
Carga horária: 2 aulas
Nº de aulas do bimestre: 22
 Ensino Fundamental (  )       Ensino Médio  ( X )    Período:  M ( x )  T (  )  N (  )

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM/
CONTEÚDOS / TEMAS /CONCEITOS
1. Refletir sobre a ética na
perspectiva do indivíduo que se
percebe como parte da natureza e da
sociedade;
2. Refletir sobre as perspectivas de
pertencimento e de responsabilidade
por si mesmo e pelas demais pessoas
e seres da natureza;
3. Identificar diferentes concepções de
indivíduo;
4. Identificar as subjetividades como
resultado de construção social;
5. Identificar processos sociais
merecedores de crítica;
6. Expressar, por escrito e oralmente,
uma reflexão que inclua compreensão
aprofundada dos conceitos de

indústria cultural e alienação moral.

Introdução à Teoria do Indivíduo
. John Locke, Jeremy Bentham e Stuart Mill
Tornar-se indivíduo
. Paul Ricoeur e Michel Foucault
Condutas massificadas

Alienação moral



ESTRATÉGIAS/ PROJETOS:

- aulas expositivas dialogadas;
- debates;
- análise e interpretação de textos e imagens;

- produção de textos escritos.

RECURSOS/ MATERIAIS DE APOIO:

- Caderno do Professor e do Aluno – Volume 02;
- Livro didático;
- textos selecionados para leitura;

- Roteiro de atividades.

AVALIAÇÃO (INSTRUMENTOS):

- textos dissertativos argumentativos;
- observação da participação;

- escrita e individual.



PROPOSTAS DE RECUPERAÇÃO:

- Devolutiva da correção das provas mensais junto aos alunos para detectar as
dificuldades;
- Retomada de conteúdos não assimilados;
- Atividades diversificadas e alternativas àquelas já realizadas;

- Aplicação de nova avaliação (de recuperação).



ASPECTOS A SEREM RETOMADOS NO PRÓXIMO BIMESTRE:


OBSERVAÇÕES DA EQUIPE GESTORA:





Assinatura do Professor______________________________


Terceiro Bimestre


SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE LINS
http://www.profbruno.com.br/imagens/simb_brasao_est_gde.jpg
PLANO DE ENSINO 2015
Escola:
Disciplina: Filosofia
Ano/Série: 2ª série
Professor: Orlandes Rosa Farias
Bimestre: 
Carga horária: 2 aulas
Nº de aulas do bimestre: 21
 Ensino Fundamental (  )       Ensino Médio  ( X )    Período:  M ( x )  T (  )  N (  )

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM/
CONTEÚDOS / TEMAS /CONCEITOS
1. Identificar e criticar práticas de
humilhação social;
2. Construir argumentação crítica
sobre as práticas sociais de
discriminação e preconceitos;
3. Analisar a condição dos seres
humanos a partir de reflexão
filosófica sobre diferenças e
igualdades entre homens e mulheres;
4. Identificar e questionar práticas de
racismo;
5. Expressar por escrito e oralmente a
relevância da educação para a
superação de preconceitos e

desigualdades sociais

Filosofia, Política e Ética
. Humilhação, velhice e racismo;
. Homens e mulheres;

. Filosofia e educação


ESTRATÉGIAS/ PROJETOS:

- aulas expositivas e dialogadas;

- exercícios de reflexão, escrita e leitura;


RECURSOS/ MATERIAIS DE APOIO:

- Caderno do Professor e do Aluno – Volume 03;
- Livro didático e seleção de textos;

- Roteiro de atividades.



AVALIAÇÃO (INSTRUMENTOS):

- produção de textos dissertativos: redações e pesquisas pontuais;

- análise de informações.



PROPOSTAS DE RECUPERAÇÃO:
- Devolutiva da correção das provas mensais junto aos alunos para detectar as
dificuldades;
- Retomada de conteúdos não assimilados;
- Atividades diversificadas e alternativas àquelas já realizadas;

- Aplicação de nova avaliação (de recuperação).



ASPECTOS A SEREM RETOMADOS NO PRÓXIMO BIMESTRE:


OBSERVAÇÕES DA EQUIPE GESTORA:





Assinatura do Professor______________________________


Quarto Bimestre


SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE LINS
http://www.profbruno.com.br/imagens/simb_brasao_est_gde.jpg
PLANO DE ENSINO 2015
Escola:
Disciplina: Filosofia
Ano/Série: 2ª série
Professor: Orlandes Rosa Farias
Bimestre: 
Carga horária: 2 aulas
Nº de aulas do bimestre: 22
 Ensino Fundamental (  )       Ensino Médio  ( X )    Período:  M ( x )  T (  )  N (  )

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM/
CONTEÚDOS / TEMAS /CONCEITOS
1. Reconhecer a relevância da
reflexão filosófica para a análise dos
temas que emergem dos problemas
das sociedades contemporâneas;
2. Expressar por escrito e oralmente
questionamentos sobre o avanço
tecnológico, o pensamento tecnicista
e as consequências para a vida no
planeta;
3. Discutir questões do campo da
Bioética, distinguindo o papel da
reflexão filosófica para o seu
enfrentamento;
4. Identificar e problematizar valores
sociais e culturais da sociedade
contemporânea;
5. Identificar, selecionar e
problematizar informações em textos
filosóficos;
6. Elaborar textos-síntese a partir dos
conteúdos filosóficos estudados no
bimestre;
7. Relacionar informações,
representadas de diferentes formas, e
conhecimentos disponíveis em
diferentes situações para construir argumentação consistente.

Desafios éticos contemporâneos
. A Ciência e a condição humana

Introdução à Bioética


ESTRATÉGIAS/ PROJETOS:
- combinar atividades de discussão com aulas expositivas e dialogadas;

- exercícios de reflexão e leitura;


RECURSOS/ MATERIAIS DE APOIO:
- Caderno do Professor e do Aluno – Volume 04;
- Livro didático;
- filme

- Roteiro de análise de filme.



AVALIAÇÃO (INSTRUMENTOS):

- textos dissertativos argumentativos;

- entrega e socialização de atividades/roteiros.



PROPOSTAS DE RECUPERAÇÃO:

- Devolutiva da correção das provas mensais junto aos alunos para detectar as
dificuldades;
- Retomada de conteúdos não assimilados;
- Atividades diversificadas e alternativas àquelas já realizadas;

- Aplicação de nova avaliação (de recuperação).


ASPECTOS A SEREM RETOMADOS NO PRÓXIMO BIMESTRE:


OBSERVAÇÕES DA EQUIPE GESTORA:





Assinatura do Professor______________________________


Èrò ẹ̀kọ́ ti ọdún kẹ́ta - 2015


Èrò ẹ̀kọ́ ti ọdún kẹ́ta - 2015
Plano de ensino do terceiro ano.



Primeiro Bimestre                           



SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE LINS

PLANO DE ENSINO 2015
Escola: E.E. “Comendador Antônio Figueiredo Navas”
Disciplina: Filosofia
Ano/Série: 3º A, B, C, D, E, F
Professor: Orlandes Rosa Farias
Bimestre: 
Carga horária: 2 aulas
Nº de aulas do bimestre: 21
 Ensino Fundamental (  )       Ensino Médio  ( X )    Período:  M ( x )  T (  )  N (  x)

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM/
CONTEÚDOS / TEMAS /CONCEITOS
1. Identificar situações de
preconceito, particularmente em
relação à Filosofia e aos filósofos;
2. Reconhecer a dimensão política do
preconceito diante da Filosofia e se
posicionar em relação a ela;
3. Desenvolver habilidades de escrita,
leitura e expressão oral na
abordagem de temas filosóficos;
4. Elaborar hipóteses e questões a
partir das leituras e debates
realizados;
5. Identificar a presença da Filosofia
no cotidiano;
6. Estabelecer a distinção entre o
“filosofar” espontâneo, próprio do
senso comum, e o “filosofar”
propriamente dito, típico dos filósofos
especialistas;
7. Identificar características da
Filosofia como reflexão;
8. Distinguir diferenças e
aproximações entre linguagem e
língua;
9. Relacionar pensamento, linguagem
e língua;
10. Identificar a importância da
língua para a produção e preservação
de saberes coletivos, bem como para
representar o real e imaginar

diferentes realidades.


O que é Filosofia
. Superação de preconceitos em relação à
Filosofia e definição e importância para a
cidadania;
O homem como ser de natureza e de

linguagem.

ESTRATÉGIAS/ PROJETOS:
- abordagem dialógica entre os saberes filosóficos e os saberes dos alunos: 
confrontos, acordos, sínteses e reelaboração de ideias;
- sondagens: experiência vivencial dos alunos e suas representações;
- contato com textos filosóficos e construção discurso argumentativo;
- dinâmicas de grupo;
- pesquisas: de campo, pela internet, bibliográfica;

- organização de painel sobre reflexões a partir de grupos;



RECURSOS/ MATERIAIS DE APOIO:

- imagens de filósofos/as, reprodução de obras de arte, desenhos, reportagens
de jornais e revistas e Documentos;
- livro didático; textos selecionados;
- letras de música e ditados populares

- filme;


AVALIAÇÃO (INSTRUMENTOS):
- dissertações individuais;
- provas dissertativas e reflexivas;

- verificação das atividades dos Cadernos do Aluno;



PROPOSTAS DE RECUPERAÇÃO:
- Devolutiva da correção das provas mensais junto aos alunos para detectar as
dificuldades;
- Retomada de conteúdos não assimilados;
- Atividades diversificadas e alternativas àquelas já realizadas;

- Aplicação de nova avaliação (de recuperação).



ASPECTOS A SEREM RETOMADOS NO PRÓXIMO BIMESTRE:


OBSERVAÇÕES DA EQUIPE GESTORA:





Assinatura do Professor______________________________


 Segundo Bimestre


SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE LINS
http://www.profbruno.com.br/imagens/simb_brasao_est_gde.jpg
PLANO DE ENSINO 2015
Escola:
Disciplina: Filosofia
Ano/Série: 2ª série
Professor: Orlandes Rosa Farias
Bimestre: 
Carga horária: 2 aulas
Nº de aulas do bimestre: 22
 Ensino Fundamental (  )       Ensino Médio  ( X )    Período:  M ( x )  T (  )  N ( X )

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM/
CONTEÚDOS / TEMAS /CONCEITOS
1. Identificar marcas dos discursos
filosófico, mitológico e religioso;
2. Elaborar hipóteses e questões a
partir de leituras e debates
realizados;
3. Identificar situações de
desigualdade social, sobretudo no
Brasil, e abordá-las de uma
perspectiva problematizadora e
crítica;
4. Desenvolver habilidades de escrita,
leitura e expressão oral na
abordagem de temas filosóficos;
5. Reconhecer o caráter insatisfatório,
ingênuo e mesmo ideológico de certas
explicações normalmente aceitas pelo
senso comum para o problema da
desigualdade;
6. Identificar aspectos do pensamento
de Platão e operar com os conceitos
platônicos trabalhados;
7. Distinguir a perspectiva de Platão
(natureza) da concepção de Rousseau
(convenção) acerca da desigualdade
social;
8. Distinguir a argumentação de
Rousseau acerca da origem da
desigualdade e de como superá-la por
meio do contrato social;
9. Questionar o papel social do

Estado e das leis

Características do discurso filosófico
. Comparação com o discurso religioso
O homem como ser político
A desigualdade entre os homens como

desafio à política


ESTRATÉGIAS/ PROJETOS:

- levantamento de hipóteses (sondagens);
- leitura sistemática e problematizadora de textos;
- elaboração escrita do próprio pensamento;
- pesquisa bibliográfica e na internet;

- painel aberto de discussões e debates.


RECURSOS/ MATERIAIS DE APOIO:

- Caderno do Professor e do Aluno – Volume 02;
- Livro didático; textos selecionados;
- anúncios publicitários;

- Roteiro de atividades.



AVALIAÇÃO (INSTRUMENTOS):
- dissertações individuais;
- provas dissertativas e reflexivas;

- verificação das atividades dos Cadernos do Aluno;



PROPOSTAS DE RECUPERAÇÃO:


- Devolutiva da correção das provas mensais junto aos alunos para detectar as
dificuldades;
- Retomada de conteúdos não assimilados;
- Atividades diversificadas e alternativas àquelas já realizadas;

- Aplicação de nova avaliação (de recuperação).


ASPECTOS A SEREM RETOMADOS NO PRÓXIMO BIMESTRE:


OBSERVAÇÕES DA EQUIPE GESTORA:





Assinatura do Professor______________________________


Terceiro Bimestre


SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE LINS
http://www.profbruno.com.br/imagens/simb_brasao_est_gde.jpg
PLANO DE ENSINO 2015
Escola:
Disciplina: Filosofia
Ano/Série: 2ª série
Professor: Orlandes Rosa Farias
Bimestre: 
Carga horária: 2 aulas
Nº de aulas do bimestre: 21
 Ensino Fundamental (  )       Ensino Médio  ( X )    Período:  M ( x )  T (  )  N ( X )

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM/
CONTEÚDOS / TEMAS /CONCEITOS
1. Distinguir questões associadas ao
tema “liberdade” no contexto da
contribuição filosófica;
2. Distinguir diferentes concepções
sobre a ideia de liberdade;
3. Relacionar liberdade à política por
meio da mediação do conceito de
democracia;
4. Desenvolver habilidades de escrita,
leitura e expressão oral na
abordagem de temas filosóficos;
5. Elaborar hipóteses e questões a
partir de leituras e debates
realizados;
6. Discutir o conceito de liberdade,
destacando questões associadas a
diferentes entendimentos sobre o ser
livre;
7. Relacionar liberdade à
solidariedade na perspectiva de uma
sociedade democrática.


Características do discurso filosófico
. Comparação com o discurso científico
Três concepções de liberdade
. Libertarismo, determinismo e dialética.


ESTRATÉGIAS/ PROJETOS:

- sondagens do senso comum;
- dinâmicas de grupo;
- pesquisa de campo e debates;
- leitura sistemática e problematizadora de textos;

- elaboração escrita do próprio pensamento;


RECURSOS/ MATERIAIS DE APOIO:

- Caderno do Professor e do Aluno – Volume 03;
- Livro didático;
- filmes; músicas;

- Roteiro de atividades.


AVALIAÇÃO (INSTRUMENTOS):

- dissertações individuais;
- provas dissertativas e reflexivas;
- verificação das atividades dos Cadernos do Aluno;

- observação da participação em sala de aula;


PROPOSTAS DE RECUPERAÇÃO:

- Devolutiva da correção das provas mensais junto aos alunos para detectar as
dificuldades;
- Retomada de conteúdos não assimilados;
- Atividades diversificadas e alternativas àquelas já realizadas;

- Aplicação de nova avaliação (de recuperação).


ASPECTOS A SEREM RETOMADOS NO PRÓXIMO BIMESTRE:


OBSERVAÇÕES DA EQUIPE GESTORA:





Assinatura do Professor______________________________


Quarto Bimestre


SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE LINS
http://www.profbruno.com.br/imagens/simb_brasao_est_gde.jpg
PLANO DE ENSINO 2015
Escola:
Disciplina: Filosofia
Ano/Série: 2ª série
Professor: Orlandes Rosa Farias
Bimestre: 
Carga horária: 2 aulas
Nº de aulas do bimestre: 22
 Ensino Fundamental (  )       Ensino Médio  ( X )    Período:  M ( x )  T (  )  N ( X )

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM/
CONTEÚDOS / TEMAS /CONCEITOS
1. Refletir sobre o tema da felicidade
no contexto da contribuição filosófica;
2. Distinguir relações mantidas por
pessoas de diferentes culturas com a
ideia de felicidade;
3. Distinguir abordagens pessoais e
sociais a respeito da ideia de
felicidade;
4. Ler, compreender e interpretar
textos filosóficos;
5. Desenvolver habilidades de leitura
e escrita, bem como de expressão oral
na abordagem de temas filosóficos;
6. Elaborar hipóteses e questões a
partir de leituras e debates
realizados;
7. Identificar diferentes conceitos de
felicidade, destacando questões
associadas a diferentes
entendimentos contemporâneos sobre
“ser feliz”;
8. Relacionar a ideia de felicidade a
uma ética solidária.


Características do discurso filosófico
. Comparação com o discurso da literatura
Valores contemporâneos que cercam o tema
da felicidade e das dimensões pessoais e

sociais da felicidade


ESTRATÉGIAS/ PROJETOS:
- levantamento de hipóteses: aproximação e distanciamento sobre os temas em
questão;
- leitura sistemática e problematizadora de textos;
- elaboração escrita do próprio pensamento;

- discussões em grupos;


RECURSOS/ MATERIAIS DE APOIO:

- Caderno do Professor e do Aluno – Volume 04;
- Livro didático; textos selecionados: poéticos, filosóficos...

- internet


AVALIAÇÃO (INSTRUMENTOS):
- dissertações individuais;
- provas dissertativas e reflexivas;
- verificação das atividades dos Cadernos do Aluno;

- observação da participação em sala de aula;




PROPOSTAS DE RECUPERAÇÃO:

- Devolutiva da correção das provas mensais junto aos alunos para detectar as
dificuldades;
- Retomada de conteúdos não assimilados;
- Atividades diversificadas e alternativas àquelas já realizadas;

- Aplicação de nova avaliação (de recuperação).



ASPECTOS A SEREM RETOMADOS NO PRÓXIMO BIMESTRE:


OBSERVAÇÕES DA EQUIPE GESTORA:





Assinatura do Professor______________________________